Cerca de 50,3 milhões de consumidores que utilizam os planos de assistência médica e outros 21,9 milhões de beneficiários com planos odontológicos terão 21 novos procedimentos cobertos pelas suas respectivas operadoras. Os novos procedimentos foram escolhidos pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) dentre 6.338 pedidos de inclusão em consulta pública e serão adicionados ao rol a partir de janeiro de 2016.

As principais inclusões do novo rol foram o implante intravítreo de liberação controlada, de prótese auditiva ancorada ao osso, de cardiodesfibrilador multissítio TRC-D, de monitor de eventos cardíacos (Looper), tratamento da hiperatividade vesical, do câncer de próstata com enzalutamida e pesquisa do antígeno NS1 para diagnóstico da dengue. Além das inclusões de procedimentos, também houve ampliações como aumento no número de sessões por ano para fonoaudiólogos, fisioterapeutas e psicoterapeutas. E também inclusão de cobertura na área de Nutrição.

As inclusões no Rol de Procedimentos ocorrem de 2 em 2 anos, seguindo consultas públicas que ocorrem com a participação de consumidores, prestadores de serviço, operadoras, servidores e gestores. A ANS avalia as inclusões durante um ano, e após esse período, verifica se haverá reajuste por conta dessa ampliação. Segundo o diretor-presidente da ANS, José Carlos Abrahão, se houver o aumento só acontecerá em maio de 2017. Após o anúncio, em entrevista coletiva, o diretor-presidente lembrou que esse aumento é variável: “Tem ano que dá impacto de 0,5%, tem ano que dá impacto de 1%. Isso vai depender da utilização da demanda que a gente vai ter dos procedimentos e dos medicamentos que forem utilizados”.

Todas as alterações estão no site ANS, que você pode acessar aqui.