TV aumenta risco de desenvolver demência, enquanto computador diminui

Dose Certa •
Espaço da Ciência
Compartilhe:

Deu no Medscape: assistir TV pode aumentar o risco de desenvolver demência, enquanto o uso do computador pode diminuir as chances de ter a doença. Estudo publicado no Proceedings of the National Academy of Sciences faz essa relação com base no aumento do uso desses equipamentos nos Estados Unidos e na Europa.

Embora os malefícios provocados pela TV e pelos computadores já tenham sido identificados em pesquisas anteriores, os autores procuraram entender mais detalhadamente as causas para os prejuízos cognitivos.

De acordo com o estudo, não é o sedentarismo associado à prática o principal vilão, e sim o que se faz enquanto se está sentado diante da tela.

“Uma razão potencial para os diferentes efeitos sobre o risco de demência nas duas atividades estudadas é que sentar-se para assistir TV está associado a ‘níveis excepcionalmente baixos de atividade muscular e gasto energético, em comparação a sentar-se para usar o computador”’, destaca a reportagem do Medscape.

Foto: Reprodução Medscape

Compartilhe :
Fique por dentro das Notícias Prontmed

Você bem informado! Inscreva-se e receba nossa Newsletter