Pessoas imunes ao coronavírus podem proteger a população em geral? É o que um novo estudo pretende descobrir

Dose Certa •
Espaço da Ciência
Compartilhe:

Um número reduzido de pessoas pode ser considerado imune ao coronavírus mesmo sem se vacinar. E é possível que esses poucos sortudos tenham a capacidade de proporcionar uma proteção maior a outros indivíduos. Calma que a gente explica!

Alguns grupos de pessoas naturalmente imunes ao vírus vêm sendo observados por pesquisadores da Universidade Rockefeller (EUA), para que as características que previnem infecções sejam identificadas. Assim, há esperança de criar tratamentos baseados nesse fenômeno. Mas como isso funciona?

Já é sabido que existem mutações genéticas que conferem imunidade natural ao HIV, ao norovírus e a um parasita que causa a malária. Então, por que o Covid seria diferente? Foi a partir desse raciocínio que a equipe da universidade norte-americana começou sua investigação.

Após selecionar candidatos que apresentem essa imunidade natural ao coronavírus, o time da Universidade Rockefeller pretende realizar uma série de testes genéticos, a fim de descobrir o que permite essa suposta “incapacidade” de infecção.

Caso as descobertas sejam favoráveis, é possível que antirretrovirais sejam desenvolvidos — como ocorreu em estudos relacionados ao HIV no passado, por exemplo.

Vamos acompanhar e torcer para que essa possibilidade se concretize! Saiba mais detalhes na reportagem da Wired (em inglês).

Foto: Parkinson’s UK | Reprodução UOL

Compartilhe :
Fique por dentro das Notícias Prontmed

Você bem informado! Inscreva-se e receba nossa Newsletter