Sociedades médicas: por que oferecer um prontuário eletrônico aos profissionais? Veja 8 razões!

Compartilhe:
Sociedades médicas: por que oferecer prontuário eletrônico aos associados?
Além da fidelização, a segurança e os dados são bons motivos para as sociedades médicas terem seu prontuário.

Sumário

As sociedades médicas são entidades importantes para o setor de saúde por uma série de razões, que vão desde o suporte aos profissionais da área, luta pela valorização de cada especialidade, oferta de programas de qualificação, padronização de condutas, entre outras.

Oferecer bons benefícios aos associados, como um sistema de prontuário eletrônico que atenda suas necessidades, é uma ótima forma de valorizar os profissionais e de fidelizá-los à sociedade médica, além de contar com uma estrutura de dados que possam ser utilizados em pesquisas científicas e estudos voltados ao avanço de cada especialidade.

Neste artigo, vamos elencar algumas razões para que as sociedades médicas adotem um prontuário eletrônico que possa suprir todas essas demandas. Leia até o fim!

1. Estruturação de dados

Mais do que oferecer um bom software médico para os profissionais vinculados às sociedades médicas, é importante que esse prontuário eletrônico possibilite a estruturação de dados. Isso significa que cada informação dada pelo paciente durante a consulta pode ser incluída no sistema de forma padronizada.

Assim, a sociedade poderá ter uma compreensão mais clara a respeito da saúde populacional da especialidade atendida, quais as necessidades de profissionais e pacientes daquele segmento e que ações podem ser desenvolvidas a partir disso — incluindo práticas de coordenação do cuidado, por exemplo.

2. Visualização completa da saúde populacional

Com dados estruturados, também fica mais fácil acompanhar a jornada do paciente, inclusive de forma digital. Ao entender o cenário macro, pode-se elaborar estratégias de atendimento, estimular os profissionais a se dedicarem a determinados temas (e a fazerem cursos de atualização, por exemplo) e promover um avanço significativo na saúde da população.

3. Padronização de atendimento

É claro que o prontuário eletrônico a ser utilizado é uma decisão individual do profissional de saúde. Mas a sociedade médica pode estimular que a plataforma que melhor atenda as necessidades da especialidade seja a escolhida.

Isso permite ter uma padronização do atendimento da população, o que vai possibilitar o acesso a dados clínicos estratégicos, que podem influenciar políticas de investimento na área, qualificação de profissionais, direcionamento de recursos e o desenvolvimento de pesquisas que proporcionem o avanço científico.

4. Escalas médicas

Outra vantagem que um bom prontuário eletrônico pode oferecer às sociedades — e atrair mais interessados em utilizá-lo — são as escalas médicas específicas de cada área. Por exemplo, na reumatologia, há escalas específicas que só fazem sentido para quem é da especialidade. 

Então, por que oferecer aos profissionais um prontuário genérico, que não tenha calculadoras e outros recursos integrados ao sistema?

O mesmo ocorre em áreas como a cardiologia, a psicologia e a ginecologia, entre outras especialidades.

5. Respeito à LGPD

Sabe-se que a telemedicina vem avançando em todo o mundo, mas muitos profissionais não usam ferramentas criadas especificamente para atender pacientes. No entanto, a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) é bastante rigorosa em relação ao tratamento de dados sensíveis dos pacientes.

Na hora de fazer uma teleconsulta, é recomendado que se use uma plataforma adequada — preferencialmente um prontuário eletrônico que tenha módulo de telemedicina integrado, que permita registrar os dados clínicos e visualizar o paciente em uma só tela, com toda a segurança da informação exigida pela LGPD.

6. Fidelização dos associados

Oferecer benefícios também é uma forma de fidelizar os associados. No caso da oferta de um prontuário eletrônico, as sociedades médicas podem negociar descontos para seus profissionais, o que é uma estratégia interessante de fidelização dos médicos à entidade.

7. Aumento da adimplência

Ao vincular a utilização do prontuário eletrônico à sociedade médica, a tendência é que ocorra menos inadimplência dos profissionais. Afinal, a plataforma é usada diariamente pelos médicos, e é inviável atrasar pagamentos, sob o risco de interromper o atendimento aos pacientes.

8. Atração de novos membros

Além de fidelizar associados e evitar a inadimplência, ofertar um prontuário eletrônico pode ajudar a atrair novos membros para a sociedade médica. Afinal, os benefícios são vistos como algo importante pelos profissionais, que gostam de visualizar de forma clara como seu investimento na mensalidade é revertido em vantagens.

O Prontmed Hub é um software indicado para as mais diversas sociedades médicas, já que conta com templates para 30 especialidades:

  • cardiologia;
  • clínica médica geral;
  • cirurgia cardiovascular;
  • cirurgia vascular;
  • dermatologia;
  • endocrinologia;
  • fisioterapia;
  • fonoaudiologia;
  • gastroenterologia;
  • geriatria;
  • ginecologia;
  • hepatologia;
  • infectologia;
  • medicina de família — saúde do adulto;
  • medicina de família — saúde da criança;
  • medicina de família — saúde da mulher;
  • nefrologia;
  • neurologia;
  • nutrição;
  • nutrologia;
  • oftalmologia;
  • oncologia;
  • ortopedia;
  • otorrinolaringologia;
  • pediatria;
  • pneumologia;
  • psicologia;
  • psiquiatria;
  • reumatologia;
  • urologia.

A plataforma também tem funcionalidades que vão além do prontuário, e incluem módulos de agenda e faturamento, assinatura digital, timeline de atendimentos integrada, resultados de exames com geração de gráficos, geração de lote com padrão TISS, a possibilidade de extrair os dados gerados nos atendimentos médicos, entre outras.

Inclusive, diversas sociedades médicas já utilizam o Prontmed Hub, como a Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo (SOGESP), o Conselho Regional de Psicologia do Distrito Federal (CRP DF), a Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV), a Sociedade de Gastroenterologia de São Paulo (SGSP), Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR), entre outras.

Quer saber mais sobre como a Prontmed pode ajudar a sua sociedade médica? Entre em contato com a gente!

Marketing Prontmed

Marketing Prontmed

Deixe um Comentário:

Conteúdo relacionado

22 de novembro de 2022
Recomende amigos no Programa de Indicação Prontmed e ganhe benefícios!
16 de novembro de 2022
Saiba como a telemedicina do Prontmed Hub pode apoiar a propedêutica nas instituições de saúde
8 de novembro de 2022
Entenda o impacto das funcionalidades do prontuário de ginecologia e obstetrícia