Dia Nacional da Saúde: 6 desafios e oportunidades para os profissionais

Compartilhe:
Dia Nacional da Saúde: 6 desafios e oportunidades para os profissionais da área
Comemorado todo dia 5 de agosto, o Dia Nacional da Saúde é um ótimo momento para refletir sobre os avanços da área.

Sumário

No dia 5 de agosto, comemora-se o Dia Nacional da Saúde. Aproveitamos a data para destacar alguns dos principais desafios e oportunidades para os profissionais da área nos próximos anos, levando-se em conta o cenário de transformação digital constante pelo qual passamos.

Novas plataformas, aplicativos, gadgets e tecnologias oferecem suporte a médicos e pacientes na hora de buscar os melhores resultados em cada tratamento. De uma simples mensagem no WhatsApp até a realização de uma cirurgia robótica, as oportunidades para inovar são constantes — e cabe a cada profissional utilizá-las da melhor forma.

Para começar, vamos contar brevemente a origem do Dia Nacional da Saúde e seu inspirador, o médico Oswaldo Cruz — um verdadeiro inovador de sua época. Comece a ler agora mesmo!

Origem do Dia Nacional da Saúde

O Dia Nacional da Saúde é uma homenagem ao sanitarista Oswaldo Cruz, nascido em 5 de agosto de 1872. Fundador do Instituto Soroterápico Federal, em 1900, Cruz é considerado o principal responsável pela erradicação no Brasil de doenças como a febre amarela, a peste bubônica e a varíola, de acordo com o Ministério da Saúde.

Falecido em 1917, com apenas 44 anos, devido a uma insuficiência renal, Oswaldo Cruz foi homenageado 50 anos após sua morte com a instituição do Dia Nacional da Saúde decretada na Lei 5.252/1967. Até hoje, o médico permanece uma grande referência para todos os profissionais de saúde brasileiros.

Novos desafios e oportunidades da carreira médica

O combate a doenças, o enfrentamento a epidemias e a conscientização da população a respeito da importância da prevenção e da vacinação — práticas promovidas por Oswaldo Cruz que inspiraram o Dia Nacional da Saúde — continuam sendo uma das principais responsabilidades de médicos e demais profissionais da área.

Ainda assim, não se pode dizer que nada mudou ao longo dos anos na carreira médica. A seguir, listamos alguns aspectos relevantes para quem deseja se manter atualizado na profissão.

1. Transformação digital na saúde

A transformação digital vem revolucionando todos os setores do mercado, e com a saúde não é diferente. Desde aparelhos vestíveis (weables) que ajudam no monitoramento remoto de pacientes, até ferramentas de suporte à decisão clínica e telemedicina, entre outras inovações, o cenário é de mudança para os profissionais da área.

Com a pandemia de Covid-19, uma série de tecnologias até então pouco utilizadas — e algumas que nem haviam sido regulamentadas ainda, como a própria telemedicina — passaram a se tornar mais frequentes no dia a dia de médicos e pacientes. Preparar-se para utilizá-las adequadamente é uma oportunidade de qualificar ainda mais o atendimento prestado. Algo a se pensar no Dia Nacional da Saúde e em todos os momentos da vida profissional.

2. Telemedicina

Falando em telemedicina, ela também vem ganhando espaço — e, em algumas situações, até mesmo a preferência de profissionais de saúde e pacientes. Seja para a realização de uma consulta de retorno, seja para atender pacientes localizados em outras cidades, para facilitar a locomoção de idosos ou pela simples comodidade, as teleconsultas vieram para ficar. Inclusive, foram regulamentadas pelo Conselho Federal de Medicina (CFM).

Isso não significa que o atendimento presencial vai deixar de existir, e sim que agora há mais uma opção para receber os pacientes com alto nível de qualidade e atenção, ainda que de forma remota.

3. Suporte à Decisão Clínica

O grande volume de dados com os quais os profissionais de saúde precisam lidar no dia a dia tornou necessário o desenvolvimento de ferramentas que dão suporte ao atendimento clínico. O acesso rápido e fácil a calculadoras clínicas, links para fontes confiáveis de informações científicas, agregadores de dados e outras ferramentas podem ser muito úteis no consultório.

Com o apoio de Sistemas de Suporte à Decisão Clínica, o profissional de saúde pode se concentrar 100% no seu paciente, enquanto o software o abastece com dados relevantes que podem apoiar a definição do diagnóstico.

4. Metaverso

Desde que foi anunciado por Mark Zuckerberg, o metaverso vem ganhando cada vez mais espaço nas discussões a respeito de tecnologia. Outras empresas além da Meta também vêm desenvolvendo suas versões de ambientes imersivos, que prometem ser a próxima disrupção na forma como as pessoas se relacionam.

Naturalmente, o metaverso também deve trazer um impacto na saúde. Algumas iniciativas, inclusive, já vêm sendo desenvolvidas, como jogos de realidade virtual que auxiliam no tratamento da TDAH e depressão, treinamentos para colocação e retirada segura de equipamentos de proteção em hospitais, entre outras.

5. LGPD

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) define diretrizes para a coleta e processamento de informações pessoais. Na saúde, embora esteja atrelada a qualquer tipo de atendimento, relaciona-se de forma muito próxima aos meios digitais e à devida proteção aos dados dos pacientes.

Em vigor desde setembro de 2020, a lei passou a determinar a aplicação de sanções administrativas para quem a descumprisse no ano seguinte. Assim, médicos e demais profissionais de saúde devem ficar atentos e buscar orientação para que não sejam penalizados. 

Baixe aqui nosso e-book sobre LGPD para saber mais sobre o assunto.

6. Carreira médica

O Dia Nacional da Saúde também é um momento apropriado para refletir a respeito dos rumos que a carreira médica pode seguir no futuro. Em artigo publicado no Medscape, a VP de Inteligência Clínica da Prontmed, Samanta Dall’Agnese apontou alguns caminhos que vão além da tradicional atuação em consultórios ou hospitais.

O trabalho como concierge digital, a especialização em genética e biotecnologia, a atuação como cientista de dados, a inserção no mercado como gestor de projetos em transformação digital e a consultoria em bioética são algumas possibilidades, com tendência de aumento na demanda nos próximos anos.

Mais do que celebrar o Dia Nacional da Saúde, é fundamental aproveitar a simbologia da data para refletir a respeito do papel dos profissionais da área. Entender o cenário atual e o que se projeta para o futuro, preparando-se para atuar de forma consistente e com plena capacidade de atender às novas demandas da sociedade é essencial para continuar se desenvolvendo na profissão. Assim como Oswaldo Cruz fez lá atrás!

Agora, que tal compartilhar esse conteúdo nas suas redes sociais para que mais profissionais possam fazer essa reflexão também?

Marketing Prontmed

Marketing Prontmed

Deixe um Comentário:

Conteúdo relacionado

22 de novembro de 2022
Recomende amigos no Programa de Indicação Prontmed e ganhe benefícios!
16 de novembro de 2022
Saiba como a telemedicina do Prontmed Hub pode apoiar a propedêutica nas instituições de saúde
8 de novembro de 2022
Entenda o impacto das funcionalidades do prontuário de ginecologia e obstetrícia