Qual o papel do prontuário eletrônico na coordenação do cuidado?

Compartilhe:
Qual o papel do prontuário eletrônico na coordenação do cuidado?
A tecnologia pode apoiar a coordenação do cuidado. Entenda as vantagens para as instituições de saúde!

Sumário

A coordenação de cuidado é uma das principais formas de oferecer um atendimento de saúde mais eficiente, individualizado, personalizado e sustentável à população. Para investir nisso, no entanto, é fundamental que as instituições do setor contem com um prontuário eletrônico ou outro sistema integrado capaz de registrar os dados clínicos dos pacientes — preferencialmente de forma estruturada — de maneira que facilite a análise do que a população precisa e torne-se possível identificar o indivíduo que necessita de determinada ação de saúde (dentro dos parâmetros da LGPD, é claro).

Neste artigo, falamos a respeito das estratégias de coordenação do cuidado, trazemos exemplos de como colocá-las em prática e, é claro, apontamos as principais vantagens de usar um prontuário eletrônico com dados estruturados, como o Prontmed Hub, para as empresas de saúde que desejam aderir a esse modelo.

Leia até o fim!

O que são estratégias de coordenação do cuidado?

É chamada de coordenação do cuidado a sincronização da prestação de atendimento de saúde a um paciente, considerando os diversos participantes desse trabalho (desde os profissionais de especialidades variadas até empresas de saúde).

A coordenação do cuidado tem como objetivo melhorar os resultados obtidos na saúde do paciente, garantindo uma unidade na abordagem e na forma como o atendimento é entregue. Além disso, uma boa estratégia pode ajudar na redução dos custos de assistência de saúde.

Por isso, pode-se definir as estratégias de coordenação de cuidado como o planejamento desenvolvido para melhor atender os pacientes — seja de forma individual, seja em grupos — com foco na prevenção e acompanhamento frequente de seu estado de saúde, com intervenções pontuais e capazes de evitar o agravamento dos casos.

Elementos da coordenação do cuidado

Em artigo do New England Journal of Medicine (NEJM) são definidos quatro elementos da coordenação do cuidado. São eles:

  • fácil acesso a uma variedade de serviços e prestadores de cuidados de saúde;
  • boas comunicações e transições de planos de cuidados eficazes entre os provedores;
  • foco nas necessidades totais de cuidados de saúde do paciente;
  • informações claras e simples, que os pacientes conseguem entender.

Quais as vantagens de as empresas de saúde investirem na coordenação do cuidado?

A maior satisfação dos pacientes de hospitais, laboratórios, planos de saúde e demais provedores com os serviços prestados — e a consequente fidelidade do público a essas empresas — é uma das principais vantagens de investir na coordenação do cuidado.

Além disso, uma estratégia focada na prevenção e no acompanhamento dos pacientes tende a diminuir a gravidade de casos e até mesmo a incidência de doenças na população. Assim, a redução de custos é outra grande vantagem observada pelas empresas de saúde.

Uma das formas de reduzir custos é por meio da diminuição da realização de exames e procedimentos desnecessários, já que profissionais de especialidades diversas fazem o acompanhamento do paciente e conseguem visualizar o cenário de forma mais holística.

3 exemplos de elaboração de uma estratégia de coordenação do cuidado

Há diversos elementos que podem compor uma estratégia de coordenação do cuidado. A seguir, elencamos exemplos que podem fazer a diferença tanto para o paciente quanto para as empresas de saúde.

1. Escalas de saúde

As escalas ajudam a tornar mais objetivo algo que é subjetivo — como a dor de um paciente, por exemplo. Usá-las no dia a dia permite aos profissionais de saúde identificar sintomas e necessidades tanto de indivíduos quanto de uma população mais ampla.

Incluir o uso de escalas em uma estratégia de coordenação de cuidado é vantajoso tanto para os pacientes quanto para as instituições de saúde. Como elas podem ser aplicadas por profissionais de enfermagem e médicos generalistas, a procura por especialistas só ocorre quando há uma necessidade real, o que ajuda a reduzir custos.

2. Criação de dashboards para cada população

A criação de dashboards para cada grupo de pacientes em uma estratégia de coordenação de cuidado é importante pois ajuda a visualizar suas necessidades, riscos e pontos de atenção. Isso pode ser criado a partir da coleta de dados relevantes que possam ser cruzados e observados com agilidade e precisão.

Assista ao webinar “Analytics 101: a construção de um dashboard clínico”, realizado pela Prontmed, para saber mais sobre o assunto:

“As escalas também facilitam muito esse processo, ajudando a comparar as pessoas individualmente e até mesmo a desenvolver estudos a respeito da população: é possível identificar quem é diabético, quem é hipertenso, entre outras doenças”, avalia Nélio Borrozzino, enfermeiro e Gerente de Produtos Clínicos da Prontmed.

No webinar da Prontmed “Além do CID-10: o uso do dado clínico na transformação da saúde”, o Head Médico de Atenção Primária em Saúde (APS) do Grupo Fleury / Saúde iD André Cassias, falou a respeito da importância dos dashboards e mostrou como eles são usados na instituição. Assista!

3. Foco na prevenção

Criar uma estratégia com base na prevenção é fundamental tanto para o bem-estar do paciente quanto para as finanças de uma instituição de saúde. Evitar custos é um dos principais benefícios da coordenação de cuidado para as empresas, e isso ocorre a partir da diminuição da quantidade de pacientes doentes ou da gravidade dos casos.

Por isso, é importante entender o cenário onde se está inserido, o que uma estratégia de coordenação de cuidado também pode ajudar a realizar. “Não adianta desenvolver ações voltadas a evitar o tabagismo ou o etilismo em comunidades onde esse problema não existe. Ou campanhas voltadas à necessidade do pré-natal onde não há mulheres em idade fértil”, analisa Mahiti Godoy, enfermeira e COO da Prontmed.

De que forma o prontuário eletrônico pode apoiar a coordenação do cuidado?

Contar com um prontuário eletrônico que possa coletar dados de forma estruturada na instituição é uma excelente forma de elaborar uma estratégia de coordenação do cuidado eficiente e embasada. Saiba mais!

Detalhamento da carteira do paciente

Um sistema de prontuário eletrônico que permite coletar dados estruturados facilita a observação das reais características da população atendida. Quais as doenças mais frequentes na instituição? Quais hábitos dos pacientes podem ser passíveis de ações de conscientização? Qual o tempo médio de internação em hospitais? Todos esses dados podem ajudar a obter respostas decisivas para o sucesso de uma empresa de saúde.

Acompanhamento da jornada do paciente

Os dados também permitem a criação de uma linha do tempo dos pacientes, a partir da qual se pode traçar a melhor estratégia de cuidado, considerando seu histórico, seus riscos e demais informações. Isso, é claro, com a vantagem de dar acesso a esses dados a todos os profissionais de saúde da instituição.

Gráficos comparativos

Os dados também permitem a criação de gráficos a respeito da saúde de pacientes individuais e da população como um todo. Comparações podem ser feitas com dados de mercado e com o histórico da própria instituição ao longo do tempo, embasando o desenho de estratégias para qualificar o atendimento e até mesmo reduzir custos.

Como vimos até aqui, o prontuário eletrônico é um grande aliado da coordenação do cuidado, ajudando tanto os profissionais quanto as empresas de saúde a proporcionar um atendimento mais completo e sustentável à população.

O Prontmed Hub, software médico desenvolvido pela Prontmed, permite estruturar os dados clínicos com terminologias médicas padronizadas e a criação de linhas do tempo, gráficos e outros recursos capazes de ajudar as instituições do setor nesta missão.

Quer saber mais sobre o produto? Entre em contato com nosso time!

Marketing Prontmed

Marketing Prontmed

Deixe um Comentário:

Conteúdo relacionado

27 de setembro de 2022
Entenda a importância do prontuário psicológico na gestão de saúde.
13 de setembro de 2022
Conheça cases da Prontmed na construção da jornada digital do paciente.