Consulta de retorno: por que fazer via telemedicina? Veja 5 razões!

Compartilhe:
Consulta de retorno: por que fazer via telemedicina?
Seja para comodidade do paciente e do profissional de saúde, seja por questões de acessibilidade ou redução de custos, a consulta de retorno via telemedicina é uma ótima opção.

Sumário

A consulta de retorno é um direito de todo paciente, e inclusive integra a Resolução 1.958/2010 do Conselho Federal de Medicina (CFM). Dito isso, não há obrigatoriedade de que essa consulta ocorra no formato presencial.

A telemedicina, introduzida no Brasil em 2020 em caráter emergencial e regulamentada de forma definitiva dois anos depois, pode ser uma aliada tanto de profissionais de saúde quanto de pacientes na hora de voltar ao consultório.

Neste artigo, vamos esclarecer o que caracteriza a consulta de retorno e elencar 5 razões para realizá-la com suporte da tecnologia. Confira!

O que é considerada uma consulta de retorno?

A consulta de retorno é um novo encontro entre médico e paciente para apresentação de exames, continuidade de um tratamento iniciado anteriormente ou outras necessidades relacionadas a esse primeiro contato. Esse tipo de atendimento não deve ser cobrado, já que o problema de saúde ainda não foi solucionado.

Não é considerado retorno uma nova consulta para tratamento de outros sintomas ou doenças, ainda que esse atendimento ocorra em um curto espaço de tempo. A nova demanda pode ser cobrada pelo profissional de saúde, a seu critério.

O que a lei diz a respeito desse tipo de consulta?

A resolução do CFM é clara: “quando houver necessidade de exames complementares que não possam ser apreciados nesta mesma consulta, o ato terá continuidade para sua finalização, com tempo determinado a critério do médico, não gerando cobrança de honorário”.

Da mesma forma, a regulamentação explica que “no caso de alterações de sinais e/ou sintomas que venham a requerer nova anamnese, exame físico, hipóteses ou conclusão diagnóstica e prescrição terapêutica o procedimento deverá ser considerado como nova consulta e dessa forma ser remunerado”.

É importante ressaltar que a resolução não define um prazo para que a consulta de retorno ocorra. É comum que os próprios profissionais de saúde, ao término da consulta inicial, solicitem ao paciente o agendamento de um retorno em prazo pré-estabelecido.

Ainda assim, o retorno também pode ser solicitado pelo paciente, caso o tratamento definido no primeiro encontro com o médico não tenha gerado o efeito esperado. Neste caso, é importante que o profissional de saúde esclareça qual o prazo máximo para retorno sem cobrança adicional.

5 razões para fazer a consulta de retorno via telemedicina

Como a consulta de retorno muitas vezes é necessária apenas para a apresentação de exames ou para uma conversa entre profissional de saúde e paciente, é possível realizá-la por meio da telemedicina. Observe algumas razões para optar pelo atendimento remoto.

1. Comodidade do paciente

A teleconsulta costuma ser uma preferência do próprio paciente. Como a consulta presencial demanda deslocamento, estacionamento, tempo de espera no consultório, entre outras questões, a telemedicina é considerada uma forma mais cômoda de realizar o atendimento.

2. Praticidade para o profissional de saúde

Para o profissional de saúde, consultas de retorno via telemedicina também são mais práticas e cômodas. Afinal, elas podem ser realizadas de casa ou de outro ambiente, sem a necessidade de ir ao consultório, por exemplo.

3. Maior acessibilidade

Muitos pacientes vivem em cidades de menor porte e buscam especialistas em saúde em grandes centros para fazer seus tratamentos. Oferecer a teleconsulta de retorno é interessante nesses casos, já que evita que o paciente tenha que fazer mais uma viagem para um atendimento que, muitas vezes, se resolve em poucos minutos com uma boa conversa.

4. Evitar lotação da sala de espera

Muitas vezes, a sala de espera do consultório médico não dispõe de espaço para receber muitos pacientes ao mesmo tempo. Assim, a teleconsulta de retorno é uma excelente opção, já que evita a lotação e proporciona mais conforto para os pacientes que foram ao consultório para um atendimento inicial.

5. Redução de custos operacionais

Se, por um lado, a consulta de retorno não deve ser cobrada do paciente, por outro ela tem os mesmos custos operacionais de um atendimento inicial. O profissional de saúde pode reservar turnos específicos para esse tipo de consulta e, assim, fechar o consultório naquele período, reduzindo custos de pessoal, energia elétrica, manutenção, entre outros.

Além da telemedicina, a tecnologia pode dar suporte aos profissionais de outras formas. Para quem usa o Prontmed Hub, é possível realizar o agendamento médico da consulta de retorno, enviar lembretes a respeito da data e horário do atendimento aos pacientes via WhatsApp, e ainda enviar solicitações de exames e receber resultados diretamente no seu prontuário eletrônico.

Entendeu por que a consulta de retorno via telemedicina é uma opção tão interessante? Ela traz benefícios para todos os envolvidos, proporcionando mais qualidade de atendimento, conforto e comodidade tanto para médicos quanto para seus pacientes.

Que tal conhecer o módulo de telemedicina do Prontmed Hub? Entre em contato com nosso time para saber mais agora mesmo!

Marketing Prontmed

Marketing Prontmed

Deixe um Comentário:

Conteúdo relacionado

2 de agosto de 2022
Comemorado todo dia 5 de agosto, o Dia Nacional da Saúde é um ótimo momento para refletir sobre os avanços da área.
26 de julho de 2022
Terminologias médicas padronizadas permitem criar campos estruturados no PEP, o que traz benefícios para médicos, empresas e pacientes.
19 de julho de 2022
A hipertensão arterial sistêmica (HAS) é uma das doenças mais prevalentes na população. Por isso, todo profissional de saúde deve ficar atento.